domingo, 21 de fevereiro de 2010

VERSOS SUADOS

Pedi à musa, versos de improviso...
E ela, com enigmático sorriso
deu-me um punhado de sementes
e profetizou inclemente:
Escreverás versos suados
como o trabalho de Adão,
depois do paraíso.

Então fiz novo pedido:
Quis ao menos um ornamento.
Mas ela com misterioso acento
deu-me paleta e tintas...
E disse: se belas metáforas pintas
terás adorno suficiente.

Por último solicitei timidamente:
Um pouco de harmonia
e a musa emendou com ironia:
as palavras já tem seu próprio som,
siga o coração, escute seu tom
e farás as rimas cantarem...

Rosemarie Schossig Torres

8 comentários:

  1. Coisa mais linda de conversa, Rose!!!

    só vc mesmo, em ousadia e sintonia com a Poesia!!!

    bjs floridos ;)

    ResponderExcluir
  2. OiAmada, que bom te encontrar aqui! Nesse poema eu exorciso alguns demônios da minha escrita, os meus dons e a falta deles também...já disse em outra poesia que ainda não está aqui que a musa chega quando o poeta confessa que não é perfeito...muitas poesias minhas nasceram de tropeços...obrigada, sempre, pelo carinho poetisa querida. Beijinhos cheios de flores.

    ResponderExcluir
  3. Olá querida,
    Se seguirmos o coração com certeza pintaremos muitos aro-íris. Teu poema é lindo, carinho em seu coração.
    Parabéns porque amanhã é nosso dia.
    Bjinho.
    Isis

    ResponderExcluir
  4. Olá Sacha, pra mim é sempre um prêmio quando gostas do que escrevo. Agradeço o carinho da visita. Venha sempre. Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Isis, que bom que gostou. Fico feliz. Agradeço tuas palavras carinhosas. E que a cada dia que chegue o ''nosso dia'' as coisas estejam melhores para todas nós. Beijinho carinhoso.

    ResponderExcluir
  6. vi teu blog na comuidade a Marcia Poesia.Que maravilha,que estilo proprio e ousado...amei!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Jana, seja bem-vinda querida. Agradeço o carinho de tua visita e as palavras de incentivo. Venha sempre que quiser. Beijinho.

    ResponderExcluir